sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Silas Malafaia e Morris Cerulo: O discípulo e o mestre!

 
Acompanhado pelo seu mestre, o aprendiz de feiticeiro põe atenção à cada palavra com olhar entusiástico, e ainda joga confete na falsa profecia do Dr. Moris (vendilhão) Cerullo. É a decadência daquele que foi um dos grandes expoentes do evangelho no Brasil. Totalmente vendido ao pernicioso modismo norteamericano chamado Teologia da Prosperidade, e quem sabe com inveja da bênção do seu "miguxo" Renê Terra Nova, Silas (mascate) Malafaia deixa cair a máscara, em prol da sua (sim, a dele!) Vitória Financeira:


A profetada começa assim:

"Se você quer que Deus te dê a unção financeira, a unção financeira dos últimos dias, eu quero que você pegue este telefone agora, e eu quero que você faça um compromisso para você semear 900 reais. E você diz: 'Morris Cerullo, eu nunca fiz isso na minha vida, especialmente para um programa de televisão"


E logo ele explica o porquê do número 9 (#bizarro!):

"Mas eu te digo: Quando você semar o que Deus está nos pedindo para fazer hoje, você vai receber da parte de Deus, algo que você nunca recebeu antes. Por que nove? Porque você está pedindo por nove? Eu vou te dizer porquê: Porque este é o ano de 2009." (cf. 6.35 min.)


Sai pra lá, Walter Mercado gospel! Essa numerologia é furada! Tira a mão do meu bolso, cabra safado! Aliás, Morris e Silas, se em 2009 a ordem é "arrecadar" 900 reais, o que será dos teleotários que bancam vossos luxos quando vier 2030, 2050, 2090?

Sobre os apelos do televendilhão, que além da Bíblia de 900 reais e dos parceiros ministeriais, arrecada uma boa grana vendendo vitória via SMS, o professor Leandro Villela emite um interessante parecer:

Amados irmãos: Não estamos debaixo da lei, e nossa benção (seja ela financeira, física ou espiritual) não depende do nosso sacrifício financeiro; ela está relacionada ao sacrifício de Cristo e a nossa garantia é o caráter de Deus.

Silas Malafaia: Nós, crentes bíblicos e protestantes, repudiamos essa teologia demoníaca, onde a graça é ofuscada pelo sacrifício financeiro do fiel, sacrificio que, diga-se de passagem, só beneficia a estrita casta sacerdotal. Os comentários do Dr. Morris Cerullo são uma afronta à Palavra de Deus, e a sua permanência na vice-presidência da CGADB - pastor Silas - é uma afronta ao pentecostalismo brasileiro.

Por Leonardo Gonçalves
Ministro da CGADB
Via Pulpito Cristão

Sem comentários: